Leucemia

---- Hoje, resgatando mais um dos textos antigos, vou abordar um tema referente há uma doença não muito comum, mas com efeitos devastadores no organismo humano, que se não for tratada rapidamente, pode levar uma pessoa a morte. Leucemia é o assunto de agora aqui no blog.
---- A leucemia refere-se há um grupo de cânceres que afetam as células brancas do sangue. Ela ataca a medula óssea, a qual produz três tipos de células sanguíneas, sendo elas as células vermelhas que contém hemoglobina responsável por transportar oxigênio pelo corpo, células brancas que combatem infecções e as plaquetas que auxiliam a coagulação do sangue. A leucemia é caracterizada pela produção excessiva de células brancas anormais, super povoando a medula óssea. Isso faz com que haja a diminuição da produção de células sanguíneas normais (saudáveis). Dependendo do tipo de leucemia, ela pode se espalhar para os nódulos linfáticos, baço, fígado, sistema nervoso central e outros órgãos e tecidos causando inchaço na área afetada.
---- Entre os principais sintomas temos os danos na medula óssea que resultam na falta de plaquetas no sangue, as quais são importantes para a coagulação. Isso significa que pessoas com leucemia podem sangrar excessivamente. As células brancas do sangue estão envolvidas no combate a doenças, aquele pus que vemos muitas vezes devido a complicações que ocorrem quando, por exemplo, nos machucamos e um corpo estranho fica alojado em nosso corpo, as hemácias, células brancas, agem para tentar deter o agente invasor, podendo sua produção excessiva causar infecções. Já a deficiência de células vermelhas ocasionam a anemia, a qual pode causar falta de ar e fadiga. A leucemia ainda pode causar dor nos ossos e articulações, dor de cabeça, vômito e indicando muito provavelmente já estar instalado no sistema central. Em alguns casos de leucemia, os nódulos linfáticos podem dilatar. Todos esses sintomas podem ser atribuídos a muitas outras doenças, por isso só o diagnóstico obtido por um teste de biópsia da medula óssea.
---- Existem alguns tipos principais de leucemia, sendo elas:
---- *Leucemia aguda é caracterizada pelo crescimento rápido de células imaturas, o que torna a medula óssea incapaz de produzir células saudáveis. Essa forma apresenta-se principalmente em crianças e adolescentes. O tratamento nesse caso precisa ser imediato já que devida ao rápido acúmulo de células malignas pode levar o paciente á morte em poucas semanas.
---- *Leucemia crônica são distinguidas pelo acúmulo de células sanguíneas maduras porém mesmo assim anormais. As células brancas anormais são produzidas em uma taxa bem maior que as saudáveis. Esse tipo de leucemia ocorre principalmente em pessoas idosas onde o tratamento deve começar depois de uma série de avaliações para não por em risco a vida do paciente durante o tratamento.
---- *A leucemia ainda pode ser classificada de acordo com o tipo de células anormais mais encontradas no sangue, podendo ser do tipo que afeta as células linfócitas, chamada de leucemia linfoide que atacam principalmente crianças e idosos. Ainda temos as que atacam as células mielóides chamada de leucemia mielóide que atacam adultos.
---- A causa exata da leucemia ainda não é conhecida, mas é influenciada por fatores genéticos e ambientais. Como é um tipo de câncer, a leucemia resulta de mutações no DNA as quais podem ocorrer devido à exposição a radiação ou substâncias cancerígenas. Também não se pode dar um prognóstico e tratamento sem serem feitos testes para descobrir qual o tipo de leucemia em questão já que cada tipo requer um tratamento diferente. Os tratamentos mais comuns são “cateter venosos central”, onde o tratamento pode durar até três anos e requer inúmeras transfusões e internações, onde um cateter é introduzido para auxiliar e facilitar a aplicação de remédios. Transfusões são necessárias durante todo o tratamento, principalmente na fase final para que a medula óssea recupere a hematopoese, produção e maturação das células de sangue normais. O transplante de medula óssea também é uma forma de tratamento geralmente utilizado em últimos casos quando a medula do paciente não tem condições de se recuperar.
---- Segundo dados desse tipo de câncer, acredita-se que dez mil pessoas descubram essa doença anualmente só aqui no Brasil. Já o tipo mais comum de leucemia em crianças é a leucemia linfóide aguda. Nos adultos é a leucemia mielóide aguda. Então baseado nisso tudo, pode-se afirmar que se houveram casos de leucemia em sua família, a atenção deve ser redobrada. Deve-se procurar acompanhamento médico o quanto antes. Como foi dito também, cada caso exige uma atenção especial. Relacionado a gestantes, complicações podem ocorrer na gravidez podendo resultar em aborto.
---- Esse texto eu liberei em 2007 como um dos meus famosos textos semanais. Para fazer esse texto, tive que fazer uma pesquisa bem a fundo e um fato curioso da mesma foi que informações sobre essa doença ainda são bastante difíceis de ser encontradas. Como a doença é fatal, o cuidado precisa ser grande.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...