PORTUGAL FASHION: ELISABETH TEIXEIRA FALL/WINTER 2011-12




 Like so many other things that were only recently considered too sexually charged to comfortably see the light of day, in a few short years the leather harness has infiltrated the realms of what we consider fashionable. Behold the young fashion designer Elisabeth Teixeira introduced bondage and fetish in her Fall/Winter 2011 collection showed recently at Portugal Fashion. She made it in a refined and classically inspired way as a surprising detail – the leather harness or the leather suspenders – paired with something sophisticated as a tailoring suit or a wool classic pants or casual mood like a male wool sweeter. It was very interesting that Elisabeth Teixeira opened her show with a children's song "Frère Jacques" and then she played with adult elements in form of light bondage references. The sweet colours and fabrics like silk and chiffon for dresses and skirts completed the contrast between the darkest colours of some pieces like jackets. A collection plenty of fetishised elegance and 80's vibes maybe some kind of Parisian memories from the designer's childhood spent in France. 
 xxxxxxxxx

Como tantas outras coisas que há bem pouco tempo eram consideradas demasiado sexualizadas e que passaram a ser vistas à luz do dia como confortáveis, em poucos anos o arnês de couro infiltrou o dominio do que consideramos moda. A jovem criadora Elisabeth Teixeira que apresentou a sua colecção Outono/Inverno 2011-12 recentemente no Portugal Fashion, introduziu elementos de bondage e fetiche no seu trabalho, mas, de uma forma refinada e de inspiração clássica como detalhes surpresa  - o arnês de couro ou os suspensórios como correias - conjugados com peças de alfaiataria como casacos e calças de lã , ou de forma mais casual com camisolas masculinas. Não deixou de ser interessante que Elisabeth Teixeira tenha aberto o seu desfile com uma popular canção infantil francesa "Frère Jacques" e que depois tenha jogado com elementos do universo adulto em forma de leves referencias bondage. As cores doces em vestidos e blusas de seda e chiffon também sublinharam mais esse contraste com as peças mais pesadas e escuras. Uma colecção repleta de uma elegância fetiche com muita inspiração nos anos 80 parisieneses a ressuscitar as memórias da criadora que passou a infância em França.      











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...