DIVÃ


Divã é o filme onde Lilia Cabral vive sua primeira protagonista, depois de vários anos interpretando coadjuvantes em filmes como Dias melhores virão (1989), Stelinha (1990) e A partilha (2001) ou em novelas como Tieta (1989), Páginas da vida (2006) e A favorita (2008). Agora também virou protagonista da novela das oito que estreia dia 22/08, Fina Estampa.

O filme é dela e talvez não tivesse a mesma graça com outra atriz. Ela também participou da peça homônima que ficou em cartaz por três anos, viajando por todo o país com grande sucesso. No primeiro semestre desse ano foi ao ar pela Rede Globo a primeira temporada de Divã que teve 8 episódios, mas agora que Lilia está no elenco da novela, a 2ª temporada deve demorar um pouquinho.

José Alvagenga Jr. (Cilada.com, Os normais – O filme), faz a adaptação para o cinema, contando a história de Mercedes (Lilia Cabral), uma mulher de mais de 40 anos, aparentemente bem casada e feliz que resolve fazer análise. A partir disso começa a repensar sua vida e o casamento com Gustavo (José Mayer) que já dura 20 anos e apesar de haver amor, parece meio sem graça. É quando ela conhece Téo (Reynaldo Gianechini) um homem mais jovem que é útil para que ela perceba que está precisando mesmo de uma sacudida em sua vida. O romance não dura muito e o casamento também acaba. Então ela começa um namoro com o personagem de Cauã Reymond que a leva para a balada, mas que também não é muito duradouro.


Mercedes fica o tempo todo conversando com seu terapeuta (do qual nunca chegamos a ver o rosto ou ouvir a voz) contando sobre suas frustrações e esperanças, mas a personagem com quem ela mais se identifica e que também é sua confidente, é sua melhor amiga, Mônica (Alexandra Richter). A amizade entre as duas é a coisa mais forte do filme, mais até do que o romance com os dois jovens galãs.

É fácil rir com as agruras e os problemas de Mercedes, que busca emoções mais fortes para sua vida. O filme provoca risos quase o tempo todo, até o momento em que uma doença surge na vida de um dos personagens e o clima fica mais pesado. É meio estranho, quando de repente tudo desaba, pois não esperamos por uma má notícia, mas na vida real também é assim: não acontecem só coisas boas e ao final tudo serve como aprendizado.

Em um momento, Mercedes fala com Gustavo da importância de falar e não guardar nada para si. Essa fala funciona como uma explicação para o filme, pois é através da terapia que Mercedes percebe que sua vida não está do jeito que ela gostaria que fosse e tenta fazer com que ela fique mais emocionante.


Hoje às 22 horas no canal Megapix


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...