PARIS FASHION WEEK SPRING 2012 - GARETH PUGH



Arm to impress not dress to impress because the Gareth Pugh's proposals for next Spring are much more armor than dresses. In Pugh's work I don't know where art begins or end, and fashion is never a closed approach of now trends but something like art instalations or art to move. I get the conclusion here that Gareth Pugh has no definition at all and this is what I love most about him.

**********
Armar para impressionar e não vestir para impressionar, estas propostas de Gareth Pugh para a próxima Primavera são muito mais armaduras do que vestidos. No trabalho de Pugh nunca sei onde começa e termina  arte e a moda não é, definitivamente, uma aproximação fechada às tendências actuais. Esta colecção é algo mais parecido com uma instalação de arte, ou arte em movimento, mas, chego à conclusão que Gareth Pugh é indefinivel e não etiquetável e é por isso que gosto tanto do deu trabalho.












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...